Projeto capelania hospitalar e prisional

Promova missões nas redes sociais
Receber a Palavra de Deus em um momento de fragilidade pode fazer a diferença na recuperação de muitas pessoas. Pensando nisso, o Ministério de Evangelismo e Missões (Mevam) promove importantes ações em ambientes hospitalares e prisões do Espírito Santo. No município de Linhares, por exemplo, é realizado o trabalho de capelania hospitalar. Em um convite feito pelo pastor Edson Klitze, que atuava na Igreja Batista Memorial de Linhares, o pastor Wilson Machado aceitou a missão da evangelizar no Hospital Geral da cidade. De acordo com o pastor Keiny Moreira, coordenador de Missões Estaduais, os hospitais são grandes campos missionários.

Keiny lembra que, além da atividade em Linhares, o missionário Wilson Machado também está à disposição das igrejas e das associações para dar capacitação sobre como trabalhar com capelania hospitalar. “Uma cartilha foi produzida e tem servido como ferramenta de treinamento de pessoas que se interessarem por esse trabalho”, falou.

Em Mucurici, Norte do Estado, o pastor Delorme usará esse material para começar o trabalho em seu campo missionário. “Ainda este ano o Mevam irá promover um fórum para discussão e aprimoramento da a atuação de capelania nos hospitais. O nosso foco é estar em todos os hospitais capixabas”, frisou o pastor.

O Mevam também alcança aqueles que foram colocados à margem da sociedade e se encontravam sem muitas perspectivas para um futuro produtivo e feliz. Com o objetivo de mudar o triste cenário de violência no Estado, que apresenta atualmente um dos maiores índice de crimes no país,  o ministério realiza desde o ano de 2010 o projeto de capelania prisional, algo inédito na história dos batistas capixabas. “É um projeto audacioso, mas que vem apresentando números marcantes. Já tivemos mais de 100 batismos. 

Esse trabalho, assim como o apoio das famílias, é importante para que essas pessoas realmente possam sair da prisão renovadas e querendo ser produtivas para a sociedade”, falou ele.
Keiny enfatiza ainda que vários pastores já realizam a ação de capelania prisional em terras capixabas e que o trabalho deve avançar ainda mais nos próximos meses e anos. “Um dos nossos objetivos é ter um fórum, para que possamos unir forças e sermos ainda mais eficazes para levar uma mensagem de carinho a quem não possui nada. 

Queremos ter em cada região um representante desse trabalho, que capacitará as igrejas e as associações interessadas em trabalhar com capelina prisional. A ideia é atuar de forma integral com o detento e com a família dele. Alcançando essas famílias, conseguimos ajudar na ressocialização dos presos e, claro, preparar a sua casa.
>>

www.missoesestaduais.com

Campanha de Missões Estaduais 2015
O Espírito Santo Clama, quem responderá?

0 comentários:

Postar um comentário

 

MISSIONÁRIOS dos batistas capixabas

Copyright © 2015 Missões Estaduais
Ministério de Missões e Evangelismo
Convenção Batista do Estado do Espírito Santo
Coordenação do MEVAM por Pr. Keiny Moreira
Criação e marketing da campanha por Pr. Jullyander de Lacerda
Template distribuído Gratuitamente